Em 10 anos, homicídios no RN aumentam 184,6%

0

Divulgada nesta sexta-feira (20), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a taxa de homicídios entre 2000 e 2010 teve aumento significativo no Rio Grande do Norte e outros estados do Nordeste.

Os dados demonstram, que em 10 anos, os maiores aumentos das taxas de homicídio ocorreram, principalmente, nos estados do Nordeste, liderados pela Bahia, cuja marca atingiu incríveis 339%. Em seguida aparecem Maranhão (273%), Rio Grande do Norte (184,6%), Alagoas (160,6%), Paraíba (156,7%), e Ceará.

Apesar disso, a pesquisa destaca, ainda, que as localidades que estavam entre os mais violentos no começo da década foram aqueles que conseguiram reduzir a letalidade. Houve redução nas taxas de homicídio em sete estados do País. A lista é encabeçada por São Paulo, que teve queda de 66,6%.

Homicídios crescem nas cidades pequenas

No Brasil, a taxa de homicídios nas cidades pequenas (com até 100 mil habitantes) cresceu 52,2% entre os anos 2000 e 2010, no País. Ao mesmo tempo, nas cidades grandes (com mais de 500 mil habitantes), houve uma queda de 26,9%.

Nas cidades médias (com população entre 100 mil e 500 mil), a taxa cresceu 7,6%. Segundo o coordenador da pesquisa, Daniel Cerqueira, o crescimento econômico das cidades menores pode ter atraído atividades ilegais e, consequentemente, a violência.

“A relação entre renda e crime vai em direções contrárias. Por um lado, quando a renda e a atividade econômica aumentam numa região, você teria um incentivo a diminuir o crime, porque o indivíduo tem mais condições de se virar no mercado de trabalho legal. Mas, por outro lado, quando a renda aumenta em determinada localidade, isso aumenta o valor dos mercados ilícitos, como o tráfico de drogas, extração de madeira etc. A gente percebeu claramente que houve uma interiorização do crime no Brasil”, disse.

Apesar disso, os municípios grandes ainda tinham uma taxa de homicídios de 35,3 por 100 mil em 2010, quase duas vezes maior do que nas cidades pequenas (18,6 por 100 mil). Nas cidades médias, a taxa de homicídios era 34%.

Agência Brasil, IPEA e Diário do Nordeste

Aniversariante do Dia !!!

0

Nesta  Sexta-feira (20/12), quem faz mais um ano de vida é o jovem Técnico de Enfermagem Moises Gomes. Nós que fazemos parte do maisfmnoticias  desejamos ao  nosso  amigo , um feliz aniversário e que Deus ilumine cada vez mais sua vida.

PARABÉNS!!!

População de Macaíba sai as ruas e cobra ações do governo para combater violência

0

A população de Macaíba cansou dos altos índices de criminalidade que assola a cidade, localizada na Região Metropolitana de Natal, e saiu às ruas na manhã desta quinta-feira (19) em caminhada pelas pelo Centro da cidade.  O movimento teve como  tema: Defesa da vida, pela paz e contra a violência.
A caminhada reuniu mais de 500 pessoas e contou com a presença do prefeito Fernando Cunha, vereadores, familiares de vítimas, que cobraram uma ação mais efetiva da Secretaria Estadual de Segurança Pública no município para solucionar o problema da insegurança. Em 2013, Macaíba amarga uma triste estatística: 103 pessoas já foram assassinadas no município.

O prefeito de Macaíba, Fernando Cunha, explicou que a segurança pública é uma obrigação do Governo do Estado e do Governo Federal. Apesar disso, diante das dificuldades, a Prefeitura tem procurado ajudar para melhorar a segurança de Macaíba.

Desde o início deste ano, o prefeito Fernando Cunha vem se reunindo com a governadora Rosalba Ciarlini, e com o secretário de Segurança Pública, Aldair da Rocha, para tratar da questão da segurança em Macaíba. Desde então já foram três encontros, reivindicando a colocação de mais um delegado da Polícia Civil.

 

Blog   do Assis

Mulheres têm filhos mais tarde e gravidez na adolescência diminui, mostra IBGE

0

20131220-094418.jpg

As brasileiras estão se tornando mães mais tarde e o fenômeno da gravidez na adolescência está diminuindo no país. Os dados fazem parte do Levantamento Estatísticas do Registro Civil, divulgado hoje (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para o sociólogo Claudio Crespo, coordenador de População e Indicadores Sociais do instituto, o comportamento está ligado à inserção da mulher no mercado de trabalho e ao maior acesso ao estudo nos últimos anos.

“Há uma mudança que mostra um número crescente de nascimentos para mães de 25 a 29 anos. Isso aponta que a natalidade está tendo um deslocamento para essas idades mais avançadas, apesar dela ainda ser jovem, se comparado com outros países, como Itália ou Portugal”, destacou Crespo.

De acordo com o IBGE, o grupo de mães em idade mais avançada também aumenta no país. As mulheres que se tornaram mães entre 30 e 34 somavam 14,4% em 2002. Dez anos depois, em 2012, o grupo representava 19%. Em um recorte regional, os dados revelam que a gravidez tardia é ainda mais frequente no Sudeste (21,4%) e no Sul do país (20,7%).

Na outra ponta, o IBGE detectou que diminui o número de adolescentes grávidas entre 15 e 19 anos. “Isso vem se reduzindo em todo o país, mas tem ocorrido de modo mais acelerado no Sul e no Sudeste. No Norte ainda há proporções relevantes [de gestação] nesse grupo etário, em torno de 20%”, destacou o sociólogo.

 

Robson Pires

Adolescente envolvido em crimes é executado no Bom Pastor

0

Um adolescente de 17 anos, identificado como Flávio Diego da Silva Felipe, foi assassinado a tiros, na noite desta quinta-feira (19), na Travessa Henrique Dias, no Bom Pastor. A mãe da vítima, Francisca da Silva, relatou que o filho tinha acabado de sair de casa para comprar um pastel.

Um homem em uma motocicleta se aproximou de Binho, como era mais conhecido Flávio, teve uma rápida conversa e atirou várias vezes contra o jovem, que não teve tempo de reação e caiu morto em via pública.

Ainda de acordo com a mãe do adolescente, ele já tinha sido apreendido várias vezes por delitos como assaltos. “Eu sabia que ele tinha coisas erradas na vida, mas é meu filho e pra mim é uma dor vê-lo assim nessa situação, com o corpo todo ensanguentado”.
Policiais militares e civis estiveram no local, mas saíram de lá com poucas informações sobre o autor do homicídio.

 

Portal BO