Cantor Reginaldo Rossi é submetido a cirurgia para retirada de tumor

0

O cantor Reginaldo Rossi foi submetido a uma cirurgia, na tarde desta quarta-feira (4), para a retirada de um nódulo da axila direita. O material será examinado para que seja confirmado se trata-se de um tumor maligno ou benigno. O músico está internado no hospital Memorial São José, no Recife, desde o dia 27 de novembro.

De acordo com o médico Jorge Pinho, que acompanha Rossi, o nódulo será examinado “para detectar qual é a patologia que acomete o cantor”. Uma biópsia e um exame chamado imuno-histoquímica irão detectar a gravidade do tumor e devem identificar que tipo de tratamento será indicado. A imuno-histoquímica, inclusive, será feita na cidade de Bauru, em São Paulo.

Ainda segundo Jorge Pinho, Reginaldo Rossi se recuperou bem da cirurgia e já está em um quarto do hospital, acompanhado de familiares. A previsão da equipe médica é de que ele possa receber alta na sexta-feira (6).

Rossi chegou a ficar na Unidade de Terapia Intensiva nos primeiros dias de internação, mas, no final da tarde do último dia 29 de novembro, foi transferido para um apartamento da unidade de saúde.

Nascido na capital pernambucana em 1944, o cantor e compositor é conhecido como o Rei do Brega. Entre os seus maiores sucessos estão “Garçom”, “A raposa e as uvas”, “Em plena lua de mel” e “Leviana”. Ele tentou se eleger deputado estadual de Pernambuco pelo PDT, mas não obteve êxito e continua fazendo shows pelo Brasil. Nos dias 21 e 22 de novembro deste ano, Rossi se apresentou no Manhattan Café Teatro.


 

 

 

Lei Maria da Penha não reduziu assassinatos de mulheres, ressalta Ipea

0
A técnica do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) Leila Posenato Garcia destacou, há pouco, que, embora represente a legislação mais avançada do mundo no combate à violência contra a mulher, a Lei Maria da Penha (11.340/06) não reduziu o feminicídio no País. Conforme ressaltou, de 2009 a 2011, ocorreram mais de 50 mil mortes de mulheres por causas violentas no País, “o que equivale a uma morte a cada hora e meia”.
Segundo a pesquisadora, que coordenou o estudo “Violência contra a Mulher: feminicídios no Brasil”, ao se comparar os períodos de cinco anos antes e após vigência da lei, a taxa desse tipo de assassinato permaneceu na faixa de 5,2 mortes por cem mil mulheres.
Leila Posenato salientou ainda que, segundo o Anuário de Segurança Pública, em 2012 ocorreram mais de 50 mil casos de estupro. “Ou seis estupros a cada hora”, sublinhou. Entre as vítimas de violência doméstica ou sexual, conforme a técnica do Ipea, predominam mulheres negras, jovens, e com baixa escolaridade. Daí, ressaltou ela, a importância de investimentos financeiros no combate ao problema.

ABC anuncia renovação com o técnico Roberto Fernandes

0

BaqXoIKCQAA_Rm7.jpg-large

A diretoria do ABC, através da rede social, confirmou na tarde desta quarta-feira(4), a renovação de contrato com o técnico Roberto Fernandes para a temporada 2014. O anúncio tão esperado pela Frasqueira surge como passo importante para montagem da base que disputará a temporada seguinte. Vale lembrar que nessa terça-feira(3), o alvinegro anuncio a renovação com o meia Junior Timbó, um dos jogadores mais importantes na recuperação espetacular do time na Série B deste ano.

 

Blog Tangaraense

Campo Redondo: Moradores queimam pneus e tentam invadir casa do prefeito

0
Em protesto pela falta d’agua realizado agora a noite por moradores revoltados na cidade de Campo Redondo por pouco não termina em violência.

Segundo informações que acabam de chegar a redação do Paralelo, dezenas de manifestantes queimaram pneus e tentaram invadir a casa do prefeito Alessandru.

A PM foi acionada e viaturas de Santa Cruz, GTO, Trânsito e VTr de lajes Pintadas e Policiais da PRF auxiliaram os policias locais para conter os manifestantes mais exaltados no protesto em frente a residência do Prefeito.

Dentro de instantes maiores informações.

Atualizado às 21:15:

A situação continua critica, militares e rodoviários federais ainda estão no local, a espera da chegada do prefeito que se descolocou da capital para Campo Redondo.

Para conter os mais agitados a PM está usando Spray de Pimenta.

O Paralelo

Ex-prefeitos de Janduís são condenados por improbidade administrativa.

0

Ex-prefeitos de Janduís foram condenados por improbidade administrativa, conforme sentença proferida pelo juiz Bruno Lacerda, magistrado que integra a Comissão de Aperfeiçoamento da Meta 18, do Conselho Nacional de Justiça. A punição – que envolve suspensão de direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público – alcançou os ex-gestores dos períodos de 2001-2004 e 2005-2008.

O Ministério Público Estadual, autor da ação, instaurou o inquérito civil nº 01/2009, após receber denúncias de que os demandados contratavam rotineiramente, sem concurso, pessoas para exercer funções típicas dos servidores municipais. Médico, enfermeiro, ASGs, vigias, merendeiras foram empregados irregularmente. O concurso público aconteceu somente no ano de 2009.
Segundo avaliou o magistrado (Processo Nº 0000182-07.2009.8.20.0141), os documentos levados ao processo com o Inquérito Civil confirmam a prática de contratação irregular de servidores, através de contratos temporários. “A análise da aludida documentação revela que os demandados realizaram e mantiveram contratações ilegais nos quadros da administração, enquanto estiveram à frente da Administração Pública Municipal de Janduís, nos anos de 2001-2004 e 2005-2008”, afirmou.
Para o juiz Bruno Lacerda, a conduta dos ex-prefeitos revela clara violação aos princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade necessários à gestão da coisa pública, ficando demonstrada a prática de ato de improbidade previsto na Lei 8.429/92.
“A leniência para atos como tais contribui, sobremaneira, para a manutenção de situações que o povo, por intermédio de seus representantes legais, não deseja ver acontecer desde 1988, competindo ao Judiciário coibi-los”, considerou o magistrado, antes de definir a punição que seria aplicada aos requeridos.
Informações do TJ-RN via paralelo